Revista de Música #00

Não posso deixar de iniciar este artigo sem falar um pouco da categoria em que se insere – Música. A música sempre teve para mim um significado especial. Não me considero um crítico musical. Estou muito longe disso.

Tal como nas demais categorias, a minha opinião crítica deve ser entendida com a importância que lhe atribuírem. É verdade que não tenho um gosto musical muito convencional. Muito menos consensual. Não esperem análises sobre o top das rádios nacionais. Tentarei trazer-vos coisas frescas, ou recordar-vos de temas que, por algum motivo, vos passaram ao lado.

É por isso que decidi criar o “Revista de Música“. Uma análise estritamente pessoal de um determinado tema, artista ou álbum. Seja ela de forma analítica, ou mais sentimental. Assim, dou início ao primeiro número.

Começo com uma música do duo norueguês Röyksopp. Tradicionalmente electrónica, esta foi parte integrante da “Bergen Wave” nos idos de 1998. Este movimento caracterizou-se por um numeroso grupo de artistas que ganhou força através das novas criações que emergiam na cidade.

O seu tema mais badalado foi “What Else is There”, originalmente produzido em 2005. Aqui, podem ficar a conhecer alguns factos interessantes sobre os Röyksopp.

A faixa que vos trago é outra. No passado mês de fevereiro, os Röyksopp lançaram uma playlist com algumas músicas raras. Uma lista de reprodução a que chamaram “Lost Tapes”, e que vem sendo actualizada ao longo deste ano.

Foi a 15 de novembro que lançaram “Shores of Easy” em plataformas como o Spotify. Um single originalmente publicado em 2011, e agora recuperado pela dupla norueguesa. Como os mesmos referem, uma trilha sonora de 14 minutos destinada a reflectir o estado entre estar acordado e a dormir – o estado em tudo parece possível.

Confesso que não conhecia esta faixa de Röyksopp. Estava a percorrer uma playlist com novidades e, para além do nome dos artistas, cativou-me a duração da música. Gosto de temas extensos, com história. Temas que deambulam entre vários estados emocionais, como este.

Uma electrónica com classe, sem pressa de chegar ao fim. Uma viagem de olhos fechados, percorrendo um misto de sentimentos. Um tema que não pode ser tratado com banalidade. Um tema que requer carinho, como se de um longo abraço se tratasse. Para ouvir, e escutar com atenção.

Röyksopp – Shores of Easy (Lost Tapes)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s